segunda-feira, 17 de junho de 2013

Falece o Acadêmico Edinardo Silveira



FALECIMENTO DO PROFESSOR JOSÉ EDINARDO ALBUQUERQUE SILVEIRA

 NOTA DE PESAR E DE LUTO OFICIAL


O Presidente da Academia Sobralense de Estudos e Letras (ASEL), considerando o falecimento do intelectual José Edinardo Albuquerque Silveira, ocupante da cadeira de Nº. 16, cujo patrono é o Pe. João Augusto da Frota, ocorrido na manhã deste dia 17 de junho de 2013, na Cidade de Fortaleza (CE), vem manifestar o mais profundo pesar a todos os Acadêmicos, Familiares e Amigos do Prof. Edinardo Silveira, e, no uso de suas atribuições estatutárias, decretar luto oficial, no âmbito acadêmico, por três dias, a contar desta data.
O Acadêmico Edinardo Silveira nasceu, em Massapê,(CE), a 23/11/1946. Era graduado em Letras e Pedagogia. Especializado em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Federal da Paraíba e Universidade Federal do Ceará. Lecionou na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) onde desempenhou, ainda, a função de Pró-Reitor Adjunto de Desenvolvimento Universitário.
Em Sobral, formalizou os processos de autorização e reconhecimento do Colégio Professor Luciano Feijão junto ao CEC, elaborou toda a documentação necessária ao credenciamento e à renovação do reconhecimento do Colégio Sant’Ana, Colégio Sobralense e Colégio Estadual Dom José Tupinambá da Frota, junto ao Conselho Estadual de Educação do Ceará. Elaborou o Processo de Reconhecimento do Instituto Superior de Teologia Aplicada – INTA - até a expedição da Portaria Nº 164, de 16 de fevereiro de 2007 - Ministério da Educação e Cultura - Secretaria de Educação Superior.
Em 1989, foi nomeado Secretário de Administração da Prefeitura Municipal de Sobral.
Em 1990, concebeu e elaborou o Projeto de Lei de Criação do Conselho Municipal de Educação de Sobral (o primeiro do Ceará), que, transformado em Lei, ficou assim constituído: Prof. Evaristo Linhares Lima – Prof. José Edinardo Albuquerque Silveira, Dr. Francisco Martônio Pontes de Vasconcelos – Pe. Manoel Valdery da Rocha e Pe. João Batista Frota.
Em 1994, foi nomeado Secretário de Administração da Prefeitura Municipal de Sobral, tendo posteriormente renunciado para exercer dedicação exclusiva na Universidade Estadual Vale do Acaraú.
Em 2002, publicou Legislação e Normas Fundamentais dos Níveis e Modalidades de Educação no Brasil – Edições UVA – Sobral – Ceará.
Em 2012, publicou SÍNTESE CRONOLÓGICA DA UVA – 1915 – 2010 - UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – TOMO I – 1915 – 1968 – PROTO-HISTÓRIA. Também em 2012, publicou FÉ E RAZÃO A TRAJETÓRIA DE UMA VIDA, homenageando o Monsenhor Francisco Sadoc de Araújo.
Era Cidadão Sobralense Honorífico.
O Acadêmico Edinaro Silveira deixa à sua família, acadêmicos e amigos uma saudade perene e ao povo sobralense e à Academia Sobralense um legado cultural e educacional valiosos.
Oportunamente, a Diretoria comunicará a data da Sessão de Saudade, oportunidade em que será reverenciada a memória do já saudoso Acadêmico.
Requiescat in pace!

Dada e passada aos 17 de junho de 2013.

José Luís Araújo Lira
Presidente

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Agenda para o término do mandato

Na última reunião da Diretoria da Academia Sobralense de Estudos e Letras da gestão que estive na Presidência, a Diretoria aprovou a seguinte agenda:


JUNHO

07/06/13, posse do Acadêmico José Clodoveu de Arruda Coelho

14/06/13, edital convocando a eleição da Diretoria da ASEL

24 a 28/06, inscrições das chapas que concorrerão à Diretoria.

JULHO

3 de julho de 2013

Durante Sessão Solene em homenagem ao município de Sobral, serão homenageadas as seguintes entidades e a personalidades:

1) Diploma de Mérito Cultural: Centro Cultural Dom José e Grupo Princesas do Norte.
2) Diploma de Reconhecimento Acadêmico: Faculdades INTA
3) Sócio-Honorários: Mons. Manfredo Thomaz Ramos e Antonino Melo.
4) Diploma de Amigo da Academia Sobralense de Estudos e Letras a Zilmar Viana Coelho.
5) Posse dos Sócio-Correspondentes: Ademar Mendes Bezerra, F. Silveira de Souza e Juarez Fernandes Leitão.

09/07/13, eleição da nova Diretoria

AGOSTO

1° de agosto, posse da nova Diretoria.

Posteriormente daremos maiores detalhes, inclusive sobre a posse de Acadêmico eleito e outros lançamentos.

Diploma de Amigo da Academia Sobralense de Estudos e Letras é criado formalmente


Portaria Nº. 001/2013, de 24 de abril de 2013.


Redigida pelo Acadêmico José Luís Araújo Lira


EMENTA: Cria o Diploma de Amigo da Academia Sobralense de Estudos e Letras e dá outras providências.


O presidente da Academia Sobralense de Estudos e Letras, no uso de suas atribuições, e considerando a aprovação pela Diretoria da Academia,

R E S O L V E:

Art. 1º – Fica criado, na Academia Sobralense de Estudos e Letras, o Diploma de Amigo da Academia Sobralense de Estudos e Letras.

Art. 2º – O Diploma de Amigo da Academia Sobralense de Estudos e Letras será conferido aos cônjuges ou, na falta destes, a um dos herdeiros de Acadêmicos falecidos ou a personalidades que tenham se distinguido pelos relevantes serviços prestados à cultura e à literatura sobralense, cearense e/ou brasileira, por via de conseqüência.

Art. 3º – A escolha do(a) contemplado(a) ocorrerá antes da realização da Sessão de Saudade in memoriam de Acadêmico falecido ou em ocasião que a Diretoria da Academia julgar oportuno, por proposição de qualquer Acadêmico, membro ou não da Diretoria.

§1º – A entrega do Diploma ocorrerá no encerramento da Sessão de Saudade in memoriam de Acadêmico falecido ou, em solenidade pública e festiva, nas comemorações a Academia aos cônjuges de Acadêmicos Vivos ou a Personalidades de destaque, pela colaboração nas atividades da Academia.

§2º – O(a) agraciado(a) receberá um Diploma, especialmente confeccionado e assinado pelo Presidente e Secretário da Academia, com os seguintes dizeres: “Diploma de Amigo da Academia Sobralense de Estudos e Letras – A Academia Sobralense de Estudos e Letras, conforme deliberação adotada na reunião da diretoria realizada em __/ __/__, houve por bem outorgar a _______________________________ o Diploma de Amigo da Academia Sobralense de Estudos e Letras, criado pela Portaria Nº. 001/13, de 24 de abril de 2013. E para constar, mandou expedir-lhe o presente Diploma, que vai assinado pelo Presidente e pelo Secretário”.

Art. 4º – Haverá um Livro de Registro dos Diplomas de Amigo da Academia Sobralense de Estudos e Letras, com o termo de abertura e as respectivas folhas rubricadas pelo Presidente, no qual o Secretário consignará, em cada página, em título, o nome do agraciado e, em seguida, o resumo dos dados relacionados com a respectiva concessão.

Art. 5º – Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria da Academia Sobralense de Estudos e Letras.

Art. 6º – Esta Portaria entrará em vigor na data de sua aprovação, revogadas as disposições em contrário.

Sala da Diretoria da Academia Sobralense de Estudos e Letras, em 24 de abril de 2013.


José Luís Araújo Lira
Presidente

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012


Com a proximidade do Natal desejamos a todos muitas felicidades e que as luzes do Deus-Menino nos iluminem nos dias que virão!


terça-feira, 13 de novembro de 2012

Clodoveu Arruda é eleito para a Academia Sobralense

Clodoveu Arruda foi eleito por unanimidade para ocupar a Cadeira Nº 37 da Academia Sobralense de Estudos e Letras, em eleição realizada na noite deste dia 13/11. A Cadeira teve um único ocupante, Mons. Tibúrcio Gonçalves de Paula, tendo por patrono o Pe. Valdivino Nogueira. José Clodoveu de Arruda Coelho Neto é neto de um dos fundadores da ASEL e já possui o título de Sócio Honorário da ASEL.


Na foto aparecem o Presidente da ASEL, José Luís Lira, e
Clodoveu Arruda com seu diploma de Honorário


A imortalidade Acadêmica


A imortalidade acadêmica finca-se na garantia de que doravante o nome e a bibliografia do novo eleito se perpetuarão junto com o Patrono e o primeiro ocupante da Cadeira de N° 37. O Acadêmico possui vitaliciedade no cargo.

O Rito

A eleição obedece a um rito que se inicia com o falecimento de um sócio. A Academia baixa nota de pesar; realiza a Sessão da Saudade em memória do Acadêmico que faleceu e num prazo não inferior a 60 dias das exéquias do antecessor, se realiza a escolha do novo ocupante. A eleição se dá a portas-fechadas e dela só podem participar os ocupantes de uma das cadeiras de Sócio-Acadêmico.
Às 19 horas em ponto, os Acadêmicos da Comissão Eleitoral, composta por Manoel Valdeci de Vasconcelos (Secretário-Geral da Entidade), José Ferreira Portella Netto (Decano da Academia) e Giovana Saboya Mont’Alverne Girão deram início à eleição, já contando com a presença do Presidente da ASEL, na Sede da Academia, situada na Av. Dr. Guarany, em Sobral.
Dez Acadêmicos compareceram, 11 outros enviaram votos por carta. Às 21h01min a eleição foi encerrada e na presença da Comissão Eleitoral e do ex-Presidente João Edison de Andrade, foi realizada a apuração. O candidato foi eleito por unanimidade.

A unanimidade

Terminada a apuração e feita a comunicação do resultado ao candidato, cumprindo a tradição Acadêmica, seguindo um rito iniciado pelo Cardeal Richileau, na França, por volta de 1634, os votos foram incinerados pelo Presidente da Academia. Diz a tradição, entender-se que se juntam à fumaça eventuais oposições na escolha de um novo Acadêmico que será recebido pela unanimidade dos componentes do Sodalício.

Posse

A posse festiva do novo imortal será definida posteriormente. A Academia Sobralense se congratula com o novo sócio e agradece seu interesse pela cultura sobralense.